WER03 - Workshop em Engenharia de Requisitos 2003: Piracicaba-SP, Brasil


Luis Eduardo Galvão Martins, Xavier Franch (Ed.): Anais do WER03 - Workshop em Engenharia de Requisitos, Piracicaba-SP, Brasil, Novembro 27-28, 2003.

voltar

@proceedings{WERpapers: WER03,
  editor = {Luis Eduardo Galvão Martins, Xavier Franch},
  title = {Anais do WER03 - Workshop em Engenharia de Requisitos, Piracicaba-SP, Brasil, Novembro 27-28, 2003},
  publisher = { },
  ISBN = {8587926071},
  year = {2003}
}

Elicitação de Requisitos

1 - Eliciting Requirements for Identifying Workflow Categories. Luzardo P. Silva, Francisco A. C. Pinheiro. Anais do WER03 - Workshop em Engenharia de Requisitos, Piracicaba-SP, Brasil, Novembro 27-28, 2003, pp 16-31. [pdf] [scholar] Downloads: 31

Abstract:

2 - Análisis de Puntos Función en la Elicitación de Requerimientos. Mabel Bertolami, Alejandro Oliveros. Anais do WER03 - Workshop em Engenharia de Requisitos, Piracicaba-SP, Brasil, Novembro 27-28, 2003, pp 32-47. [pdf] [scholar] Downloads: 23

Abstract: La aplicación del Análisis de Puntos Función a diferentes artefactos producidos en el proceso de desarrollo de software es una práctica establecida en la ingeniería de software, especialmente a los documentos de diseño. Se presenta una investigación desarrollada para medir la funcionalidad de un sistema de información en la etapa de Elicitación de Requerimientos, específicamente de los escenarios producidos en esa etapa. Se desarrolló un enfoque ad-hoc que permite aplicar el Análisis de Puntos Función (FPA) a Escenarios construidos a partir del Léxico Extendido del Lenguaje (LEL). Se analizaron alternativas aplicables de cálculo de los Puntos Función, se seleccionó un método de FPA y se establecieron un conjunto de reglas y procedimientos que soportan el proceso de medición. Se aplicaron en varios casos disponibles produciendo resultados alentadores respecto a la pertinencia de las métricas obtenidas. Se presentan las conclusiones y se indican futuras líneas de investigación.

3 - Uma Taxonomia Facetada para Técnicas de Elicitação de Requisitos. Edinelson Aparecido Batista, Ariadne M. B. R. Carvalho. Anais do WER03 - Workshop em Engenharia de Requisitos, Piracicaba-SP, Brasil, Novembro 27-28, 2003, pp 48-62. [pdf] [scholar] Downloads: 24

Abstract: O objetivo deste trabalho é propor uma taxonomia para as técnicas utilizadas na fase de elicitação de requisitos, através de um esquema de classificação facetado. As técnicas são classificadas segundo uma lista de parâmetros, ou facetas, que podem auxiliar os desenvolvedores na escolha das que serão utilizadas na elicitação. Várias técnicas e seus respectivos processos são relacionados, bem como as situações em que seu uso é indicado. A escolha da técnica de elicitação adequada cria condições para que os requisitos sejam melhor especificados e para que os possíveis problemas no desenvolvimento de sistemas fiquem num patamar aceitável.

4 - Uma Proposta para Processo de Requisitos em Ambientes de Desenvolvimento Distribuído de Software. Leandro T. Lopes, Azriel Majdenbaum, Jorge Luis N. Audy. Anais do WER03 - Workshop em Engenharia de Requisitos, Piracicaba-SP, Brasil, Novembro 27-28, 2003, pp 329-342. [pdf] [scholar] Downloads: 27

Abstract: A crescente tendência de distribuição do processo de desenvolvimento tem afetado diversas áreas da engenharia de software. A engenharia de requisitos, por ser um processo que exige grande volume de comunicação e compreensão, sofre influência direta de fatores como linguagem, contexto e cultura. Existe necessidade de um novo processo de requisitos que enderece essas dificuldades, de forma a reduzir o impacto causado pela distribuição das equipes de desenvolvimento. Nesse sentido, este estudo propõe, de forma preliminar, um processo de requisitos para ambientes de desenvolvimento distribuído de software.

5 - Aliando Teoria da Atividade e TROPOS na Elicitação de Requisitos de Ambientes Colaborativos de Aprendizagem. Genésio Gomes da Cruz Neto, Alex Sandro Gomes e Patrícia Tedesco. Anais do WER03 - Workshop em Engenharia de Requisitos, Piracicaba-SP, Brasil, Novembro 27-28, 2003, pp 63-77. [pdf] [scholar] Downloads: 15

Abstract: Este artigo descreve um processo de elicitação de requisitos para o desenvolvimento de aplicações colaborativas de ensino que alia especificações TROPOS à modelos sócio-culturais da Teoria da Atividade. Para obter adequadamente requisitos de um sistema colaborativo de aprendizagem é preciso entender, sobretudo, as atividades de grupo realizadas pelos atores envolvidos no contexto educacional no qual o futuro software será usado. Um adequado Framework para esta análise é oferecido pela Teoria da Atividade. O artigo demonstra como modelos sócio-culturais oriundos do Framework da Teoria da Atividade podem fornecer informações que complementam os modelos organizacionais da metodologia TROPOS. Como estudo de caso, apresenta-se a aplicação do processo elicitação de requisitos proposto no desenvolvimento de um ambiente virtual voltado ao ensino baseado em projeto.

Especificação e Modelagem de Requisitos

6 - Crafting Saliente WEB Scenarios using Priorities. Davide Bolchini, . Anais do WER03 - Workshop em Engenharia de Requisitos, Piracicaba-SP, Brasil, Novembro 27-28, 2003, pp 140-152. [pdf] [scholar] Downloads: 18

Abstract: Scenarios are effective conceptual tools for requirements elicitation, analysis, and evaluation. However, choosing salient scenarios is one of the major problems of scenario-based web design. On one hand, due to the partiality of scenarios, it is often difficult to envision up-front all the scenarios necessary to cover every interaction capability to be designed for the site. On the other hand, drastically limiting ex ante the number of scenarios may mislead the design because of the risk of missing the coverage of crucial website requirements. This paper introduces a simple technique that enables reasoning about salient scenarios on the basis of the importance of the user profiles, the main stakeholders and their goals. Users and site main stakeholders assign priorities to user profiles and user goals; scenarios are then elaborated on the basis of the profiles and goals with the highest priorities. Advantages and limits of the approach are discussed by means of examples excerpted from a case study.

7 - Integration between Organizational Requirements and Architecture. Lucia R. D. Bastos, Jaelson F.B. Castro. Anais do WER03 - Workshop em Engenharia de Requisitos, Piracicaba-SP, Brasil, Novembro 27-28, 2003, pp 124-139. [pdf] [scholar] Downloads: 14

Abstract: Software systems of today are characterized by increasing size, complexity, distribution, heterogeneity, and lifespan. Understanding and supporting the interaction between software requirements and architectures remains one of the challenging problems in software engineering research. To address these challenges we are investigating the relationship between the requirements and software architecture.In this work we show an approach for this integration of systems requirements and software architectures within the context of the Tropos project.

8 - New Mechanism for the Integration of Organizational Requirements and Object Oriented Modeling. Fernanda M. R. Alencar, Flávio Pedroza, Jaelson F. B. Castro, Ricardo C. O. Amorim. Anais do WER03 - Workshop em Engenharia de Requisitos, Piracicaba-SP, Brasil, Novembro 27-28, 2003, pp 109-123. [pdf] [scholar] Downloads: 39

Abstract: Abstract. The success of computer applications depends on a good understanding of the organizational environment. Thus, requirement-modeling techniques may be used to help to understand a process in terms of goals, business rules, tasks, resources and the relationship between their actors. We have observed a growing influence of the object-orientation paradigm but the dominant technique of object oriented modeling UML (Unified Modeling Language) is still ill equipped to represent the organizational requirements. So, we have advocated the use of the i* technique to model requirements in terms of the relationships among the several organizational actors, as well as a means for understanding the rationale for the decision-making. In this paper we discuss some improved guidelines for the integration of early and late requirements specifications. We ext end the i * technique so that we establish an order in the execution of the i* task dependency. We are also proposing to extend the prototype tool (GOOD - Goal Object Oriented Development) to support the new guidelines.

9 - Closing the Gap between Organizational Modeling and Information System Modeling. Alicia Martínez, Oscar Pastor, Hugo Estrada. Anais do WER03 - Workshop em Engenharia de Requisitos, Piracicaba-SP, Brasil, Novembro 27-28, 2003, pp 93-108. [pdf] [scholar] Downloads: 28

Abstract: The creation of a conceptual schema is a critical feature of the software production process. The conceptual schema should represent the structure and behavior of the information system so that the users can perform their organizational tasks. For this reason, the organizational context needs to be the starting point for the generation of an initial conceptual schema. This approach allows us to assure that the functionality of the information system will be equivalent to the tasks that are executed in the business. However, only a few research studies offer a systematic approach for carrying out the equivalence between models. In this paper, a methodological approach for deriving conceptual schemas from TROPOS business models is presented. The resultant conceptual schema will be the input of the OO-Method Case Tool, which implements the automatic software production process. By doing this, we go a step further in the process of including business modeling as a key piece in the software production process.

Gerenciamento de Requisitos e Estudos Experimentais

10 - Completitud de Glosarios: Un Estudio Experimental. Jorge Doorn, Marcela Ridao. Anais do WER03 - Workshop em Engenharia de Requisitos, Piracicaba-SP, Brasil, Novembro 27-28, 2003, pp 317-328. [pdf] [scholar] Downloads: 15

Abstract: La introducción de técnicas de predicción basadas en modelos estadísticos en el campo de la Ingeniería de Software lleva ya varios años, especialmente en la estimación de errores residuales luego de una actividad de prueba de un sistema o de defectos totales, detectados y no detectados, durante una actividad de inspección. Estas técnicas son muy valiosas en aquellas áreas en las que la estimación de la completitud resulta un problema prácticamente inabordable de otra manera. En el presente artículo se estudia experimentalmente el uso de los datos de captura y recaptura en el proceso de la Ingeniería de Requisitos, en particular en la construcción del Léxico Extendido del Lenguaje. Los resultados de esta experiencia inicial son muy promisorios e indican que ésta es un área en la que se debieran realizar nuevos estudios a los efectos de corroborar los datos disponibles y consolidar el conocimiento acerca de la capacidad predictiva de estas técnicas.

11 - Processo de Engenharia de Requisitos Aplicado a Requisitos Não-Funcionais de Desempenho - Um Estudo. Denise Lazzeri Gastaldo, Edson Toshimi Midorikawa. Anais do WER03 - Workshop em Engenharia de Requisitos, Piracicaba-SP, Brasil, Novembro 27-28, 2003, pp 302-316. [pdf] [scholar] Downloads: 127

Abstract: Este artigo apresenta um processo de engenharia de requisitos aplicado a requisitos não-funcionais de desempenho, que são um fator importante para obter resultados de qualidade nos projetos de software. O processo inclui as fases de elicitação, análise, documentação e validação. Juntamente com o processo, métodos como a PLanguage (uma linguagem de especificação), grafos de requisitos não-funcionais (para representar o conhecimento) e uma abordagem utilizando diagramas de casos de uso UML (para unir visões funcional e não-funcional) serão incluídos neste trabalho.

12 - Indicadores para a Gerência de Requisitos. Claudia Hazan, Julio Cesar Sampaio do Prado Leite. Anais do WER03 - Workshop em Engenharia de Requisitos, Piracicaba-SP, Brasil, Novembro 27-28, 2003, pp 285-301. [pdf] [scholar] Downloads: 136

Abstract: A implementação de boas práticas de gerência de requisitos de software constitui uma das prioridades na implantação de melhoria do processo de software. Os indicadores de desempenho são formas de representação quantificáveis de características de produtos e processos, sendo utilizados para acompanhar e melhorar os resultados ao longo do tempo. Este trabalho tem como propósito propor indicadores para apoiar um gerenciamento efetivo de requisitos funcionais por meio de indicadores gerenciais de estabilidade e rastreabilidade.

13 - Em Busca de um Modelo de Referência para Engenharia de Requisitos em Ambientes de Desenvolvimento Di. Leandro T. Lopes, Jorge Luis N. Audy. Anais do WER03 - Workshop em Engenharia de Requisitos, Piracicaba-SP, Brasil, Novembro 27-28, 2003, pp 78-92. [pdf] [scholar] Downloads: 43

Abstract: Existe um interesse crescente em pesquisas que enderecem o desenvolvimento distribuído de software. A engenharia de requisitos, nesse contexto, apresenta diversos desafios causados pela distribuição. A necessidade de um processo de requisitos que aborde essas dificuldades é reconhecida. Nesse sentido, esse artigo visa apresentar um modelo de referência para engenharia de requisitos em ambientes de desenvolvimento distribuído de software, reunindo resultados de pesquisa teórica e prática. Os resultados empíricos foram obtidos em empresas multinacionais que realizam desenvolvimento distribuído de software em nível global.

Processos, Modelos, Métodos e Ferramentas

14 - Abordagem da Engenharia de Requisitos para Software Legado. Edna Pacheco Zanlorenci, Robert Carlisle Burnett. Anais do WER03 - Workshop em Engenharia de Requisitos, Piracicaba-SP, Brasil, Novembro 27-28, 2003, pp 270-284. [pdf] [scholar] Downloads: 24

Abstract: O artigo propõe abordar um modelo de recuperação de informações de requisitos funcionais e não-funcionais (qualidade) de software em operação (legado), com o uso de métricas de qualidade aplicáveis ao contexto de uso do software. Inicialmente, avalia efetividade, produtividade, segurança e satisfação do usuário com o uso do software. Na seqüência, utiliza um guia de referência para verificação de produtos gerados nas fases de projeto, levando em consideração as métricas de qualidade aplicáveis ao produto, enquanto em fase de desenvolvimento, relacionadas às expectativas do negócio (métricas externas) e à solução de arquitetura da solução (métricas internas).

15 - Geração de Ontologias Subsidiada pela Engenharia de Requisitos. Carolina Howard Felicissimo, Lyrene Fernandes da Silva, Karin Breitman, Julio Cesar S. P. Leite. Anais do WER03 - Workshop em Engenharia de Requisitos, Piracicaba-SP, Brasil, Novembro 27-28, 2003, pp 255-269. [pdf] [scholar] Downloads: 12

Abstract: Cresce a necessidade do uso de ontologias em aplicações Web devido ao fato da maioria das informações publicadas estar em linguagem natural e, portanto, serem processadas apenas por humanos. Tais informações compõem o universo de informação da aplicação (UdI) que no processo de desenvolvimento de software é elicitado, modelado e analisado pela comunidade de engenharia de requisitos. Acreditamos que com o apoio de técnicas e métodos desenvolvidos e em utilização por esta comunidade podemos apoiar o processo de geração de ontologias por não especialistas. Neste trabalho apresentamos uma ferramenta que fornece apoio semi-automático à geração de ontologias tendo como base o Léxico Ampliado da Linguagem ( LAL).

16 - An Agile Reverse Engineering Process based on a Framework. Maria Istela Cagnin, José Carlos Maldonado, Fernão Stella R. Germano, Paulo Cesar Masiero, Alessandra Chan, Rosângela De. Anais do WER03 - Workshop em Engenharia de Requisitos, Piracicaba-SP, Brasil, Novembro 27-28, 2003, pp 240-254. [pdf] [scholar] Downloads: 42

Abstract: This paper presents an agile reverse engineering process, referred to as PARFAIT/RE, which has been abstracted from the use of a framework-based agile reengineering process, named PARFAIT3. The proposition of PARFAIT/RE has been evidenced from an analysis done in a reengineering case study of a medium size system. Several factors collaborate to make PARFAIT/RE agile: a) active participation of legacy system users to validate the artifacts created and to suggest new requirements or the removal of requirements that do not belong to the business context; b) incremental approach; c) prototyping paradigm feasible from the framework instantiation; and d) use of an analysis pattern language (GRN), which was the basis for building the GREN framework. GRN belongs to the business resource management domain and supports object oriented modeling of procedural legacy systems. The analysis models created are used to support the framework instantiation.

17 - Towards a Goal-Oriented Requirements Methodology Based on the Separation of Concerns Principle. Geórgia Maria C. de Sousa, Jaelson F. B. Castro. Anais do WER03 - Workshop em Engenharia de Requisitos, Piracicaba-SP, Brasil, Novembro 27-28, 2003, pp 223-239. [pdf] [scholar] Downloads: 27

Abstract: One of the most important principles in Software Engineering is the separation of concerns. When this principle is correctly applied, it helps to promote comprehensibility, maintainability and reusability of software system artifacts. However, often, crosscutting requirements are specified in a scattered and tangled fashion. Therefore, in order to produce better requirements specifications, this paper presents a Goal-oriented REquirements Methodology founded on the Separation of Concerns principle. We named this methodology GREMSoC. It intends to better manipulate with crosscutting requirements in Requirements Engineering process providing a way to represent crosscutting requirements apart from the requirements they affect and to specify the composition between them in a noninvasive way. A case study of an Internet Banking System illustrates the use of this methodology.

18 - Semantic Interoperability by Aligning Ontologies. Karin Koogan Breitman, Carolina Howard Felicíssimo, Luiz Marcio Cysneiros. Anais do WER03 - Workshop em Engenharia de Requisitos, Piracicaba-SP, Brasil, Novembro 27-28, 2003, pp 213-222. [pdf] [scholar] Downloads: 16

Abstract: A fundamental premise of the semantic web is that a level of interoperability is guaranteed among applications running in an open environment. By the use of ontologies applications are able to share information and exchange meaningful data. In this context ontology alignment is paramount to assure communication among applications. In this paper we propose an ontology alignment strategy based in the concepts of partial alignment and inconsistency tolerance.

Requisitos de Qualidade e Avaliação da Qualidade

19 - Requirements for Multi-Agent Systems. Carla Silva, Jaelson Castro e Patricia Tedesco. Anais do WER03 - Workshop em Engenharia de Requisitos, Piracicaba-SP, Brasil, Novembro 27-28, 2003, pp 198-212. [pdf] [scholar] Downloads: 20

Abstract: Autonomous agents are beginning to be used as a software paradigm, because of their potential to build more powerful and flexible complex systems. To achieve such benefits a standard definition of is agenthood is necessary. In doing so, agent-oriented software engineering will not only be able to develop standardised processes for building agent-based systems but also be able to better as evaluate existing agent-oriented methodologies. This paper presents a set of requirements for agent-oriented systems and the relationships between them using the NFR framework. In order to exemplify the use of the defined criteria, we present a comparative study of two important agent-oriented methodologies.

20 - GVR - Guia de Validação de Requisitos baseados nas Técnicas PBR e ad hoc Resultante de um Estudo de. Priscilla B. B. Pagliuso, Priscilla B. B. Pagliuso , Claudia de Andrade Tambascia , André Villas-Boas, Miriam Ellen de Freitas. Anais do WER03 - Workshop em Engenharia de Requisitos, Piracicaba-SP, Brasil, Novembro 27-28, 2003, pp 183-197. [pdf] [scholar] Downloads: 62

Abstract: A validação de documento de requisitos é uma atividade de extrema importância, uma vez que é possível garantir a qualidade do processo de desenvolvimento do produto de software através de um documento de especificação claro, correto e sem problemas de ambiguidade. Conhecendo esses fatores e as necessidades da empresa CPqD em constante melhoria no processo de elaboração e validação de requisitos surge o trabalho apresentado neste artigo, que tem como objetivo elaborar um método de validação de documento de requisitos resultante de um estudo de caso no módulo Operação do CPqD Gerência da Planta. Este método é denominado GVR – Guia de Validação Requisitos e foi desenvolvido com base na técnica de leitura PBR – Perspective-Based Reading [3] e na experiência em validação de documentos utilizando a técnica ad-hoc.

21 - PERSI - Modelo para Avaliação do Pendor da Engenharia de Requisitos de Sistemas de Informação. Álvaro Rocha, José Vasconcelos. Anais do WER03 - Workshop em Engenharia de Requisitos, Piracicaba-SP, Brasil, Novembro 27-28, 2003, pp 168-182. [pdf] [scholar] Downloads: 17

Abstract: Actualmente parece consensual a ideia de que a Engenharia de Requisitos (ER) é frequentemente conduzida com uma abordagem de pendor tecnológico excessivo. Este pendor é muitas vezes apontado como um contributo negativo para os resultados da ER e consequentemente para o sucesso dos Sistemas de Informação. Neste artigo apresentamos um modelo para avaliação do pendor da condução da ER. O modelo, designado PERSI, estrutura-se em três partes. A primeira foca o domínio da intervenção. A segunda foca os utilizadores. E a terceira foca os métodos e as técnicas subjacentes. O modelo foi validado inicialmente em cinco organizações portuguesas. Como esperado, todas as organizações seguiam na prática uma abordagem à ER de pendor tecnológico, sendo mais ténue nas organizações que apresentavam uma maior maturidade da Função Sistemas Informação.

22 - COSTUME: Un Método Para la Combinación de Modelos de Calidad. Juan P. Carvallo, Xavier Franch, Carme Quer, Xavier Burgués, Gemma Grau. Anais do WER03 - Workshop em Engenharia de Requisitos, Piracicaba-SP, Brasil, Novembro 27-28, 2003, pp 153-167. [pdf] [scholar] Downloads: 15

Abstract: El uso de modelos de calidad durante la selección de componentes COTS (Comercial Off-The-Shelf) proporciona un entorno adecuado para la descripción de los dominios a los que éstos pertenecen. En este artículo tratamos la construcción de modelos de calidad para Sistemas Software basados en Componentes COTS (SSCC), que definiremos como sistemas compuestos por varios componentes COTS interconectados. Los procesos de selección llevados a cabo para obtener un SSCC requieren la selección de varios productos COTS. Proponemos un método para la construcción de modelos de calidad para SSCC basado en la aplicación de cuatro actividades. Nuestro objetivo es conseguir que los factores de calidad que aparecen en los SSCC estén definidos en términos de los factores de calidad de los componentes COTS y, de esta forma, obtener eficientemente modelos de calidad y sean fáciles de entender, analizar, mantener y reutilizar.

  voltar